Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entrelinhas

"Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade"

Entrelinhas

03
Fev16

Mais uma denuncia...

Jessy

"Colaboradores só podem ir à casa de banho quando a supervisora quiser...
Estava na caixa da Primark a pagar as minhas compras quando a jovem da caixa pediu insistentemente à supervisora para ir à casa de banho. Percebi que estava em ansiedade e sofrimento. Eram 21h15 e a supervisora, cumprindo ordens informou que dada a afluência de clientes, ninguém poderia sair para a casa de banho antes das 22h30 (faltava 1 hora e 15 minutos). Olhei para aquela jovem, que não teria mais de 20 anos, e imaginei a minha filha naquele lugar. Imaginei o que sentirão os pais daquela jovem quando ela lhes contar como é tratada no trabalho para receber 300 euros mês pelo part-time que tem na marca que vende a roupa mais barata em Portugal.
Senti uma enorme vontade de deixar as compras,mas já estavam registadas e eu queria sair dali rapidamente para não explodir. Comprei um robe por 4 euros, excelente preço, conseguido à custa da exploração de mão de obra barata e da violação dos direitos desta e de outros licenciados que estudam, especializam-se, e acabam às ordens de uma qualquer supervisora que decide a que horas podem ir à casa de banho..."

E é mais um dos testemunhos que sai de dentro das lojas...No meu trabalho eu passo por muitas lojas e infelizmente em algumas delas isto é uma realidade, isto e muito mais. Há marcas que exercem uma pressão e má educação sobre as colaboradoras que não passa pela cabeça dos clientes. Até eu que não tenho nada a ver com aquilo me sinto mal por elas.

É triste ter de trabalhar assim.

8 comentários

Comentar post